logo-bombeiros-voluntarios-leixoes


História da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Leixões

bvl_fundadaA Associação Humanitária Bombeiros Voluntários de Leixões foi fundada no dia 20 de Março de 1931, no n.º 168 da rua Roberto Ivens, em Matosinhos, tendo resultado de uma dissidência na corporação congénere de Leça da Palmeira.

Os fundadores, 19 bombeiros e 25 sócios, na sua maioria pessoas humildes, ergueram, sem qualquer apoio oficial, uma instituição que é hoje motivo de orgulho dos matosinhenses. Os 80 anos de existência são a prova evidente do carácter e da tenacidade daquele punhado de homens. E nem as curtas expectativas de alguns conterrâneos, ou as enormes dificuldades que tiveram de suportar, foram motivo de desânimo para aqueles que, ao mesmo tempo que construíam uma instituição de nobres causas, arriscavam a vida em defesa do seu semelhante.

A primeira sede, situada no cruzamento da rua Brito Capelo com a rua Tomás Ribeiro, em Matosinhos, era uma pequena e modesta casa, pouco mais que um armazém, arrendado a um talhante da terra. Estávamos, então, em 1931. A 19 de Março do ano seguinte eram aprovados, por Alvará, os estatutos da Associação.

Corpo_activoO pequeno edifício foi adquirido, demolido e, no local, construído uma moderno e exemplar quartel, que alguns políticos de então, descrentes da capacidade da instituição para levar por diante o projecto, se recusaram a financiar, com o argumento de que não davam subsídios para palacetes. Mas a nova sede, que foi sendo construída à medida das possibilidades, foi oficialmente inaugurada em 20 de Abril de 1958. Para que tal fosse possível, foi necessária a dedicação inigualável dos bombeiros e a contribuição de muitos beneméritos, entre os quais é de inteira justiça destacar a figura ímpar do grande industrial Manuel Pinto de Azevedo.

A capacidade de iniciativa e o empenho de voluntários e dirigentes manifestaram-se mais uma vez, quando em 21 de Março de 1993 se procedeu à inauguração da actual sede, situada na rua Augusto Gomes, em Matosinhos. Trata-se de um enorme e moderno edifício, bem localizado e com óptimas condições para o desempenho da actividade.

A mesma vontade indomável de lutar por um projecto que foi o sonho dos fundadores, estendeu-se, durante os 80 anos de existência, à aquisição de viaturas. Desde a "caminheta do Minhoto" até ao mais moderno veículo com escada extensível assente numa plataforma giratória, foi uma longa viagem, que passou por diversos pronto-socorros, o primeiro dos quais com o volante à direita, e por diversos autotanques e ambulâncias.

Entretanto, o peito humilde dos bombeiros fundadores, e de todos os que seguiram o seu exemplo, foi-se cobrindo de medalhas – a única retribuição para quem se dispôs a dar a própria vida pela vida dos outros! Homens como os Comandantes Francisco José dos Reis, Manuel Eduardo da Rocha Gomes e Pedro da Silva Lima, ou como o Adjunto Adelino Alves da Cruz e os Chefes Humberto Henrique dos Reis e Carlos Augusto Baltazar Leite, foram os primeiros a dar o exemplo de abnegação e sacrifício, mais tarde seguido por muitos outros. Da lista infindável dos seus actos de heroísmo, destacam-se as intervenções nos naufrágios do Gauss (1932), do Vila Porto (1955), do Amethyst (1974) e do Ronjay Tihi (1993), nos incêndios da rua de S. Pedro (1933), numa pilhas de madeira junto aos depósitos da Vacuum (1945) e na Nacitex (1985), na cheia do rio Leça (1934), nos temporais de 1937 e 1941 e no acidente ferroviário de Custóias (1964).

Os Bombeiros Voluntários de Leixões são hoje uma corporação moderna, onde, para além do Corpo Activo, pontificam as equipas de mergulhadores, de saúde e cinotécnica, bem como a fanfarra e os jovens cadetes, que já conquistaram inúmeros prémios em provas nacionais e internacionais.

Por todas estas razões, os homens humildes que há 80 anos atrás se reuniram em volta de um sonho, são hoje a HONRA E A GLÓRIA dos Bombeiros Voluntário de Leixões e do concelho de Matosinhos.

Matosinhos, 2 de Dezembro de 2011
Júlio Pinto da Costa

topo

Proposta de Sócio

Brevemente

topo

facebook

Rua Augusto Gomes, 368 - 486 4450-053 Matosinhos